A bebida dos deuses

Você está aqui

Home / Asteca / A bebida dos deuses

Curtidas

0

Compartilhe:
Por Rainer Gonçalves

A bebida dos deuses


Os astecas acreditavam que o deus Quetzalcoátil trouxera sementes de cacau do céu e as dera de presente para os seres humanos.

Sabe-se que as árvores de cacau existem há mais de 4 mil anos atrás. Espalhadas por aves e macacos.
Em 1502, Cristóvão Colombo foi o primeiro europeu a experimentar o cacau. Quem ficou de fato impressionado com a beberagem foi Hernán Corteis: 17 anos depois de Colombo, foi recebido pelos astecas com uma taça de chocolate (chocolate é consumido durante cerimônia em ilustração extraída de códice asteca).

Curiosamente. Os espanhóis chegaram à atual Vera Cruz na data marcada pelo calendário asteca como a provável do retorno de Quetzalcóatil.

O povo festejou a chegada de Cortés como este retorno e Montezum II , o imperador da época, ofereceu-lhe um grande banquete.

Logo após o banquete, serviu em xícaras de ouro a mistura de chocolate frio, espumante, misturado com mel, especiarias e baunilha.

Dizia que quem tomasse o chocolate, teria força, vigor e também compartilharia um pouco da sabedoria do deus.
Apesar da amável recepção, um ano depois o navegador prendeu o imperador asteca e tomou-lhe as suas terras.

Asteca