As linhas religiosas do Brasil

Você está aqui

Home / Curiosidades / As linhas religiosas do Brasil

Curtidas

0

Compartilhe:
Por Rainer Gonçalves

Nos últimos anos no Brasil, a multiplicação de igrejas protestantes tem feito diminuir o número de católicos. Em algumas dessas igrejas, são desenvolvidos rituais que têm como fundamento maior proximidade entre Deus e os fiéis. Baseando-se numa simplificação dos princípios cristãos e na diminuição das reflexões teológicas, difíceis para as pessoas mais simples. Algumas chegam a utilizar o exorcismo, pregando milagres e a capacidade, por exemplo, de cura pela oração, pelas bênçãos dos pastores.

São correntes consideradas fundamentalistas, pois reduz a questão da religião, da aproximação do homem com Deus, ao fenômeno fé. É notório o crescimento de igrejas que seguem essa linha de pensamento em nosso país. Há um conflito muito grande entre elas e o Estado, pois são acusadas de explorar, em beneficio próprio, a fé das pessoas, cobrando o dízimo e utilizando-o para fins aparentemente desvinculados das questões religiosas.

Já a Igreja Católica, vem apresentando uma disputa interna entre os conservadores e os progressistas. Estes últimos acreditam na maior atuação social da Igreja junto aos países subdesenvolvidos, dadas as graves questões que enfrentamos como a fome, a alta taxa de mortalidade infantil, a exploração excessiva da mão-de-obra, o problema da terra, entre outros. Há uma terceira corrente que defende caminhos semelhantes aos escolhidos pelas igrejas protestantes. É o denominado movimento carismático, que tem buscado um retorno, ou pelo menos maior presença da fé nos cultos católicos. Os carismáticos têm na cura de males pela imposição das mãos o seu apelo popular. No fim o que interessa é a fé de cada um no poder supremo, isto é, na fé em Deus.

Curiosidades