Como é eleito o presidente dos Estados Unidos?

Você está aqui

Home / Idade Contemporânea / Como é eleito o presidente dos Estados Unidos?

A eleição para presidente nos Estados Unidos da América é indireta e feita por distritos
A eleição para presidente nos Estados Unidos da América é indireta e feita por distritos

Curtidas

0

Comentários

0

Compartilhe:
Por Cláudio Fernandes

Sistema político dos Estados Unidos

Nos Estados Unidos, o sistema político possui bases republicanas democráticas e está organizado como uma Federação, isto é, os 50 estados da nação têm autonomia política, apesar de estarem sob o jugo de um poder central: a União. Esse sistema foi concebido nos anos que se seguiram à Independência das Treze Colônias, que deram origem ao país. Todas essas colônias já eram autônomas na época, em termos de organização social e econômica, apenas dependiam da Coroa inglesa. Com o processo de independência, o modelo republicano federativo foi o que mais se ajustou à realidade delas.

O cargo político de maior estatura desse modelo é o presidente da República, que reúne em si as funções de chefe de Governo e chefe de Estado. Mas como o presidente é eleito? É o que veremos a seguir.

Estrutura da eleição para presidente nos EUA

Nos Estados Unidos, o processo de eleição para presidente da República não é como no Brasil, em que os milhões de eleitores aptos (que são obrigados a votar) vão às urnas e votam diretamente no candidato de sua escolha. Ao contrário, nos EUA, o voto é indireto, e a eleição é dividida em duas fases: as prévias, ou primárias, e o Colégio Eleitoral.

Inscrição dos candidatos e primárias

O processo da eleição presidencial nos EUA começa no primeiro semestre, quando os candidatos registram sua candidatura na Federal Election Commission (FEC) - “Comissão Federal de Eleição”. Os candidatos normalmente estão vinculados a um dos dois partidos que dominam a cena política nos EUA: o Partido Republicano, cujo símbolo é um elefante, e o Partido Democrata, que tem como símbolo o jumento.

Após o registro, os candidatos entram na disputa dentro do partido. A grande massa de eleitores vota, em seu distrito, para eleger os “delegados” (delegates) que vão representá-los na Convenção Nacional, a fim de definir qual candidato vai para a segunda fase. Atualmente, o Partido Republicano tem cerca de 2.470 delegados, e o Partido Democrata tem 3.630. Da eleição na Convenção, apenas um candidato de cada partido vai para a segunda fase, no Colégio Eleitoral.

Votação no Colégio Eleitoral

Após as prévias na Convenção Nacional, os dois candidatos de cada partido têm de conquistar os votos de outros delegados, denominados de electors, cujo número é bem mais reduzido que o de delegates. Ao todo, os EUA têm 538 electors, que são a soma de todos os deputados federais e todos os senadores, ou seja, para cada membro do Poder Judiciário, há um elector. O estado americano que mais tem electors, sendo, portanto, um dos mais disputados, é o da Califórnia, que tem 55 ao total. Essa eleição é realizada sempre na terça-feira após a primeira segunda-feira do mês de novembro. A posse do presidente e do vice-presidente eleitos ocorre em 20 de janeiro.