Humanos caçam renas e mamutes

Você está aqui

Home / Pré-História / Humanos caçam renas e mamutes

Curtidas

0

Compartilhe:
Por Rainer Gonçalves

Humanos caçam renas e mamutes (c. 18.000 a.C. - Europa)

Nos últimos estágios desta glaciação, as vastas planícies da Europa e da Ásia vêm sendo invadidas por bandos de renas, cavalos, bisões e mamutes lanosos, e os humanos aproveitam a oportunidade para explorar esses animais, que lhes fornecem abundância de alimento, peles, ossos e marfim.

Novas Táticas

Os humanos tiveram de desenvolver novas estratégias e táticas para apanhar os enormes mamutes e bisões, bem como para enfrentar a velocidade da corrida de cavalos e renas. Quando alguém descobre um meio eficiente de lidar com certo tipo de animal, imediatamente outras pessoas o imitam. Desse modo, o sucesso com determinados tipos de caça estimula as comunidades a se concentrarem em certas espécies em detrimento de outras. Para caçadores da Ucrânia, o bisão foi ocasionalmente a presa favorita, mas tanto lá quanto na Europa Central agora eles preferem o mamute. Na Europa Ocidental, os mais caçados são os cavalos e as renas.

Em Busca da Presa

Grupos caçadores habitantes de cavernas e abrigos rochosos, como os de La Madeleine, no sudoeste da França, têm participado de migrações sazonais, perseguindo renas ao norte, no verão, e posteriormente ao sul, no inverno. Muitos acampamentos para esses caçadores, chamados madalenianos, foram estabelecidos ao norte. Os madalenianos também são pescadores. Suas moradias ficam perto de margens fluviais, e isso permite que eles pesquem o salmão que agora sobe os rios do sudoeste para a desova.

Pré-História